Estratégias dos Professores do 1º e 2º Ciclos do ensino básico face ao aluno com PHDA

Sofia Campos1, Cândida Alves2, Daniela Lopes3, Manuela Ferreira1, Célia Ribeiro4

1Professora Doutora da ESSV-Instituto Politécnico de Viseu-Portugal
2Professora Doutora da Universidade de CEUMA - Maranhão-Brasil
3Mestre (aluna) do ISEC-Instituto Superior de Educação e Ciências-Portugal
4Professora Doutora da Universidade Católica Portuguesa-Polo das Beiras

Introdução: A Perturbação de Hiperatividade com Défice de tenção (PHDA) é um Problema do Neurodesenvolvimento com um quadro sintomático diversificado. Surge na infância e é caracterizado por significativas dificuldades em manter a atenção, impulsividade e hiperatividade. Tendo em conta o contexto profissional e o desafio que este transtorno representa em contexto de sala de aula, torna-se pertinente saber como intervir nestes alunos, de forma adequada, com recurso a estratégias/práticas educativas e comportamentais diversificadas.


Objetivos: Conhecer quais as perceções dos professores do Ensino Básico em relação aos alunos com PHDA; perceber de que forma a presença de alunos com esta perturbação pode influenciar a sua intervenção pedagógica; Analisar e comparar as perceções, atitudes, conhecimento e estratégias dos professores do 1o e 2o Ciclos em relação às crianças com PHDA.


Métodos:O estudo enquadra-se no paradigma de investigação quantitativa, descritiva e correlacional. Foi utilizado o questionário como instrumento de recolha de dados, em virtude de nos parecer o mais adequado. A amostra é constituída por 105 professores.


Resultados:Maioritariamente, os professores inquiridos revelaram conhecimentos sobre as causas, características e diagnóstico da PHDA, bem como acerca das possíveis intervenções no contexto de sala de aula e fora da mesma para se intervir em crianças com este transtorno, através da implementação de um conjunto de estratégias e técnicas pedagógicas que permitirão à criança com PHDA ter melhores respostas de aprendizagem.


Conclusões:Verificou-se que os professores procuram adaptar as práticas/estratégias de intervenção, no contexto sala de aula, às características das turmas e dos alunos, mas que o seu próprio perfil enquanto docentes tem significativa importância naquela escolha.


Simpósio PHDA

Há 7 anos a criar uma verdadeira comunidade de PHDA em Portugal debatendo as suas questões.

Contactos

geral(@)simposio-phda.pt
+351 963 010 262
Hospital Pediátrico de Coimbra

7º Simpósio PHDA em:

BID lab

BID lab

Contactos

  • +351 915 078 881
  • +351 963 010 262
  • geral@bid-lab.com
  • © 2016 Simpósio PHDA. All Rights Reserved. Designed By BID-lab