Risco e decisão na PHDA com Perturbação Disruptiva do Comportamento Comórbida em crianças em idade escolar: revisão da literatura

João Picoito1, Constança Santos2 , Vera Santos1

1Serviço de Pedopsiquiatria, Hospital Pediátrico, Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
2Serviço de Pediatria, Centro Hospitalar Cova da Beira

Introdução e objetivos: A PHDA está associada a comportamentos de risco e abuso de substâncias na adolescência e vida adulta. Concomitantemente, as Perturbações Disruptivas do Comportamento (PDC) são comorbilidades frequentes na PHDA. A evidência actual aponta para que crianças com PHDA e PDC comórbida apresentem maior risco de abuso de substâncias futuro do que as crianças apenas com PHDA. A presente revisão da literatura pretende responder à seguinte questão: as crianças com PHDA e PDC apresentam maior propensão ao risco (avaliado em tarefas neurocognitivas) do que crianças com PHDA sem comorbilidades?


Métodos: Foi realizada uma pesquisa da literatura na base de dados médica Pubmed, incluindo artigos que aplicassem tarefas neurocognitivas de avaliação de “risk-taking” e “decision-making” em crianças e adolescentes com PHDA, PHDA+PDC, e controlos. Estudos que não especificassem cada subgrupo diagnóstico foram excluídos.


Resultados: Foram incluídos 3 estudos na revisão qualitativa. Humphreys e colaboradores(2011) aplicaram a Balloon Analogue Risk Task (BART) a crianças divididas em 4 grupos: PHDA, Perturbação de Oposição e Desafio (POD), PHDA+POD e controlos. O grupo PHDA+POD teve maiores índices de propensão ao risco, seguido do grupo com POD, PHDA e controlos. Daugherty e Quay (1991) utilizando a Door Opening Task mostraram que a propensão ao risco nas crianças com PHDA+PDC foi superior às com PDC apenas. Contudo, este estudo não avaliou crianças com PHDA sem comorbilidade. Matthys e colaboradores (1998) com uma metodologia semelhante demonstraram que crianças com PHDA+POD têm maior propensão ao risco que crianças com POD.


Discussão e conclusões: Apesar da heterogeneidade metodológica e da escassez de estudos encontrados, estes parecem apoiar a associação entre PDC+PHDA e comportamentos de risco encontrada em estudos epidemiológicos. A identificação de PDC, traços de impulsividade e propensão ao risco em crianças com PHDA é essencial para uma intervenção que previna as trajetórias desenvolvimentais destas perturbações.

Simpósio PHDA

Há 7 anos a criar uma verdadeira comunidade de PHDA em Portugal debatendo as suas questões.

Contactos

geral(@)simposio-phda.pt
+351 963 010 262
Hospital Pediátrico de Coimbra

7º Simpósio PHDA em:

BID lab

BID lab

Contactos

  • +351 915 078 881
  • +351 963 010 262
  • geral@bid-lab.com
  • © 2016 Simpósio PHDA. All Rights Reserved. Designed By BID-lab